Arquivo | Vintage RSS feed for this section

Para o hóspede, com carinho

31 jan

Tem um site que eu adoro chamado São Paulo Antiga, que se dedica a fotografar, documentar e contar histórias sobre casarões e casas antigas da capital paulista e redondezas. Lá no site, eles mostram tanto imóveis em estágio de abandono, denunciam os que são demolidos e, para a nossa alegria, também ressaltam aqueles que são recuperados e bem cuidados por seus donos. E é um desses casos que eu vou mostrar aqui para vocês.

Trata-se do We Hostel Design. Gente, que coisa mais linda. Cada cantinho, cada detalhe, cada coisa tão bem pensada!

As imagens falam por si, eu nem preciso ficar aqui explicando…

Só vou destacar que uma das coisas que eu mais curti foi a solução encontrada pra colocar as luminárias de leitura individuais em cada cama. Reparem!

wehosteldesign_fachada_SPAntiga_1

wehosteldesign_fachada_SPAntiga

hostel_we_vilamariana_01

hostel_we_vilamariana_02

cozinha_wehostel_SP

LUSTRE_VARAL

Felipe_Hess

Felipe_Hess

SONY DSC

SONY DSC

JARDIM

hostel_we_vilamariana_06
As duas primeiras fotos publicadas aqui são do site SP Antiga e as outras do próprio site do hostel. Nos dois, vocês encontram mais imagens lindas assim!

Casa de Filó no Recife

19 out

No último final de semana conheci, pela primeira vez, a cidade de Recife (PE). É verdade que ainda conheci pouco, porque só queria saber de praia, mas Recife me mostrou que realmente respira cultura popular e tem muito orgulho disso.

Mas o que trago aqui pra vocês, queridos leitores, são fotos da casa onde vive um casal de amigos nossos e onde fomos carinhosamente recebidos, a uma quadra da praia de Boa Viagem.

Pensem numa casa térrea, com mega varanda e quintal comunitário, que te faz voltar no tempo com sua construção antiga, azulejos históricos e pintura desgastada?

Pois é, infelizmente o prédio está velhinho, precisando de cuidados, mas não perdeu seu charme. E é um verdadeiro achado. Fico chateada também em ter quase certeza de que em breve ele não existirá mais, porque Boa Viagem é repleta de prédios enormes, super altos, para a tristeza de sua orla praiana.

Digo tristeza porque, por volta das três da tarde, todo aquele mundaréu de arranha-céus de mau gosto fazem sombra na praia, estragando a alegria do banhistas. Sinceramente, acho um absurdo não ter existido um plano diretor que impedisse a construção de prédios daquela altura na orla.

Mas chega de reclamações! Eu quero mostrar pra vocês as fotos que fiz da casa do Rafa e da Camila. Tenho certeza que vai todo mundo morrer de inveja, hehe.

Entrada do prédio, azul e branca, com azulejos na parede e ladrilho hidráulico no chão, tudo original e muito lindo. Imaginem isso preservado!

Continue lendo

Men-ups!

3 out

Eu tenho que dar o crédito ao site Fala Cultura pela descoberta divertida e importante de hoje: o trabalho do artista e fotógrafo Rion Sabean, que criou os men-ups, ou seja, homens que posam no estilo das pin-ups.

No lugar de mulheres lindas e gostosas, de roupas curtinhas, fazendo caras e bocas enquanto executam alguma tarefa doméstica ou “exclusivamente” feminina – típico estereótipo da mulher dos sonhos de todo machista – Sabean traz homens, com roupas masculinas e tão justas quanto, nas mesmas poses e bicos, criando cenas de muito humor e ironia.

E é isso aí: o trabalho dele costuma lidar com questões de gênero e sexualidade, como neste caso. Eu curti muito e não podia deixar de compartilhar aqui.

Continue lendo

Encontro de Brechós em Brasília

8 set

O Encontro de Brechós no Plano Piloto já está fazendo parte das rotinas do final de semana na capital federal. Todas as edições tem sido o maior sucesso e o pessoal fala super bem. Logo, aproveito para deixar a dica aqui, pois neste sábado, 10/09, tem mais um!

O evento acontece na pracinha da 201 Norte, das 10h às 18h.

Serão 11 brechós com objetos, discos de vinil e roupas femininas, masculinas e infantil.

Segue abaixo o convite!

Vintage pra reciclar

31 ago

Vintage tá na moda, fato. Tem tudo a ver com o século 21 e a onda da diminuição do consumo e valorização da reciclagem. É claro que tem a ver também com a criação de novos produtos, sem essa de reciclar. Mas eu prefiro e valorizo mais quando dá pra restaurar, reaproveitar, re-inventar.

Hoje descobri o blog “Vá de Vintage”. Adorei e compartilho aqui a dica. Compartilho especialmente um post que a autora fez dia 29, “Reciclar é arte”, que fala do trabalho da da artista sueca Camilla Engman com envelopes antigos e papeis diversos. Ela transforma tudo em lindos desenhos para enfeitar a parede, uma porta, um armário.

Tem muita gente talentosa que pode se inspirar e conseguir fazer parecido em casa. Dou a maior força!

Eu gostei bastante também do blog da artista, a Camilla. Vale a pena uma visita.

;-)

Estampas muito giras*!

28 ago

Se por acaso você está pensando em visitar Lisboa, Portugal, por favor me avise! Acabo de descobrir uma loja de tecidos incrível que fica na Baixa/Chiado, com produtos não só portugueses, mas também norte-americanos e japoneses, tudo muito lindo, criativo e diverso. O nome da loja é Retrosaria e, além de tecidos, eles também trabalham com lãs, livros que ensinam como fazer patchwork, e outros materiais relativos a diferentes formas de se fazer artesanato com fios. O site funciona ainda como loja online.

Fiquei encantada com os tecidos de temas vintage, retrô e florais. Veja se não é um mais “giro” do que o outro (*”giro” ou “gira” é uma expressão típica de Portugal usada quando se quer dizer que alguém ou alguma coisa é muito bonita):


Tem também uns moderninhos que eu já imaginei pra almofadas na cama, no sofá, para encapar um pufe e fazê-lo virar a atração especial de um espaço. Olha só este de cogumelos que demais:


Me chamou bastante a atenção a quantidade de tecidos super legais, criativos, meigos, lúdicos para quartos de bebês e crianças:


É claro que não existem regras: você pode ser adulto/a e achar que uma dessas estampas ficaria bem em algum cantinho seu. A dos chocolates, por exemplo, faz um estilinho retrô fofo que eu adotaria facilmente para uma almofada ou para forrar algum móvel que quero reaproveitar.

O bacana nessa brincadeira de olhar estampas é também pensar numa mistura interessante de cores e padrões. A loja online ajuda bastante nesse sentido, pois você pode salvar as estampas que mais gosta, a partir de uma palheta de cores ou despretenciosamente mesmo, e montar um belo conjunto com poltronas, sofás, almofadas, colchas, e por aí vai.

Sinceramente, achei os preços da Retrosaria bem bons, mesmo precisando converter de euro para real. Só não sei como ficaria uma taxa de entrega para o Brasil. É preciso lembrar que Portugal não está vivendo a sua fase mais próspera, talvez por isso os preços também estejam interessantes.

Só sei que tô me remoendo de raiva por não ter tomado conhecimento desta loja antes de ter visitado Lisboa pela primeira vez, no começo deste ano. Comprar online é legal e prático, mas, no caso de tecidos, gosto mais de sentir o toque e ver ao vivo as cores das estampas. Ou seja: vai ter que ficar pra próxima, que eu espero que não demore tanto assim.

Benedito Calixto, parada obrigatória em SP

11 ago

Morei em São Paulo quase 25 anos, logo, conheço a cidade demais, é claro. Há váááários anos conheci a feira da Praça Benedito Calixto, quando ainda era possível caminhar por ela sem esbarrar nos outros e, o que era melhor, encontrar produtos incríveis por um preço camarada. Naquela época, pra vocês terem uma noção, ela nem acontecia todos os sábados; era um sim, um não.

Hoje, a feira faz tanto sucesso que vive lotada e ganhou novos vendedores, lojinhas  e restaurantes ao seu redor. Bem no miolo dela ficam as barraquinhas de comida e bebida. Eu gosto especialmente de encarar um acarajé fresquinho muito bem acompanhado por uma cerveja gelada. Isso depois, é claro, de dar uma voltinha pra ver o que tem de bacana por lá.

No último fim de semana estive em São Paulo e fiz questão de ir à feira só para fazer este post para o blog. Selecionei algumas peças que achei interessantes, que podem fazer toda a diferença na decoração da sua casa, da sua mesa, do seu dia-a-dia.

Pra relembrar os velhos tempos e ainda dar um toque de cor, esses telefones antigos, de discar, são incríveis. Eles estão novinhos e são vendidos por R$ 150.

Pinguim pra geladeira, acompanhado do filhote. Eu quase levei essa peça, mas depois acabei esquecendo e me arrependi de não ter levado...

Taças verdes pra champanhe no melhor estilo bico de jaca, aqueles relevos em volta da peça. Tomar espumante em taças assim, mais largas e curtas, é super anos 20!

Porta-retrato da vovó, e ainda por cima com foto da década de 50! Um charme.

Se está a procura de obras pra preencher suas paredes vazias ou aprecia obras de arte, vale uma visita à feira também. Você pode se surpreender e encontrar obras interessantes por lá.

Garrafinhas do arco da velha podem virar objetos de coleção e decoração. Elas também ficariam charmosíssimas como vasos, com flores dentro.

Mora sozinho ou sozinha e tem que fazer café só pra você? Olha só que incrível esse conjunto que eu encontrei à venda lá na feira! Acho que também servem como uma ótima ideia pra um presente.

Fiquei impressionada com a quantidade de ímãs engraçados e estilosos à venda em uma das galerias ao lado da feira. Olha esse do "Nojento!", do Tião Macalé (dos Trapalhões, lembram?), que serviu de inspiração pra uma caixinha de "Chiclets Adams" adaptada, hehe.

Morre de vontade de ter um rádio vintage? Na Feira da Benedito Calixto tem!

SERVIÇO

Pra chegar na Feira da Benedito Calixto, você pode ir de ônibus e descer no ponto próximo à praça na Rua Teodoro Sampaio ou na Rua Cardeal Arco Verde. Vai depender do sentido que você vir.

De metrô, acho que a estação mais perto é a Sumaré (linha verde).

De carro, chegando lá, procure parar o carro em um estacionamento da Teodoro Sampaio ou tente a sorte pra achar uma vaguinha em uma das ruazinhas que ficam entre a Teodoro e a Cardeal Arco Verde.