Tag Archives: comoda

O quarto do José, enfim!

23 jan

José já vai fazer 5 meses. Pois é, 5 meses! O tempo voou e eu, cada vez mais apaixonada, tento curtir cada segundo ao lado dele. É uma delícia, mas, como todo mundo sabe, a trabalheira também é grande. E eu resolvi relaxar, me dedicar de corpo e alma a esse momento único. Digo tudo isso para vocês entenderem a demora para postar aqui o quartinho dele, como havia prometido. Além disso, quando ele nasceu, o quarto ainda não estava pronto. Como contei aqui, tivemos que nos mudar de Brasília para o Rio quando eu estava no final da gestação (32 semanas ou 8 meses!!), logo o tempo foi curto pra ajeitar tudo do jeitinho que queria. Na verdade, o quarto dele já está um pouco mais diferente do que eu estou mostrando pra vocês aqui. É que eu optei em fazer um quarto tradicional nesse começo da vidinha dele, mas já preparado para virar em breve um quarto montessoriano. Pra saber o que é um quarto montessoriano, clique aqui (ainda quero fazer um post sobre esse tema também).

O quarto do José não é tradicional. É colorido. Foi pintado com três cores em diferente paredes. Tem coisa de criança, mas também tem umas coisas de adulto. E principalmente tem muito amor e muita alegria!

Engraçado que desde o começo eu estava com as cores primárias em mente: vermelho, azul e amarelo. Aí ficava mudando de ideia, inventando moda, mas acabou que essas cores predominaram mesmo. O berço, como já tinha contado aqui, nós ganhamos de “herança” de um casal de amigos. Minha ideia, a princípio, era pintá-lo, mas desisti quando decidi que aos poucos o quarto se tornaria montessoriano e não iria mais precisar dele porque a cama passa a ser no chão. A poltrona foi um problema: logo que cheguei no Rio e comecei a procurar pela poltrona ideal, vi que dificilmente encontraria uma que iria chegar na minha casa antes de 30 dias. Mas eu tinha pressa, depois de 36 semanas completas, qualquer dia era dia para o José chegar! Além disso, eu queria uma poltrona que pudesse aproveitar depois na sala ou em qualquer outro cômodo da casa, que fosse bonita, moderna e, claro, que tivesse uma ergonomia bacana para amamentar. A solução foi encontrada na loja de produtos para pronta entrega do Fernando Jaeger.

O papel de parede foi uma das últimas coisas a chegar. Comprei no Papel de Parede dos Anos 70, loja que existe em português mas é alemã. Eu adoro essa loja, se você não quer um papel de parede convencional e bacana pro quarto do seu filhote, não deixe de dar uma passadinha por lá.

IMG_7510

IMG_7513

A cômoda, que também é o trocador, eu desenhei e mandei fazer ainda em Brasília com o meu marceneiro camarada e super de confiança, meu querido Adalberto (contato: (61) 9988-4935). Amei o resultado de mais esta parceria nossa, ela ficou realmente muito bem feita e linda. O tamanho também ficou ideal para tudo o que preciso – roupas, sapatinhos, produtos de higiene, babá eletrônica e outras cositas más.

IMG_7456

IMG_7426

As letrinhas que formam o nome do José e o móbile do berço eu comprei durante a nossa viagem ao Japão, na loja do MoMA em Tokyo (hmmm, que metida, haha!).

Outro detalhe que amo no quarto do nosso filho são os potes para produtos de higiene, feitos especialmente pela minha mãe, avó do Zé. É maravilhoso ver algo feito com tanto amor, carinho e zelo para ele. Minha mãe é pintora de telas, mas também realiza alguns trabalhos em cerâmica esmaltada. A gente pensou junto a ideia, mas a realização e o resultado são todos dela, que captou exatamente o que eu queria e precisava.

IMG_7447

O quarto do José, na verdade, teve a contribuição de muita gente querida da família. Os avós, maternos e paternos, e até tios-avós, ajudaram nos presenteando com várias coisas: cortina, tapete, ar-condicionado, poltrona e brinquedos lindos, lindos, lindos. Tem até presente da bisavó! Um bordado fofo dela foi parar na cabeceira do berço <3

O tecido do trocador (escolhi o que tem formato de ‘U’) eu também já tinha comprado em Brasília, na Casa das Artes, uma loja bem conhecida na cidade que fica na SQN 102.

IMG_7420

IMG_7477

A estante de livros, localizada numa espécie de varanda que o quarto tem, é da Oppa e foi posicionada já pensando no quarto montessoriano também: ela está fixada numa altura adequada para o José pegar seus livrinhos e interagir com eles quando quiser. É da mesma loja o tapete, a última peça a chegar para compor o primeiro quartinho do nosso bebê.

Abaixo, toda pomposa, posa na frente do berço dona Filó, deitadinha no tapete onde ela tanto gosta de ficar enquanto estou amamentando ou ninando o José.

IMG_7489

IMG_7441

IMG_7495

Acima, detalhe da gravura de uma pintura de Ana Prata, amiga querida e artista talentosa. Essa gravura faz parte do catálogo da exposição mais recente da Ana e eu fiquei louca com esse (e outros) quadro(s). Também já falei dela aqui uma vez. 

Sobre outros móveis e acessórios do quartinho:

Nichos (branco e amarelo) e luminária amarela – Tok Stok
Cabideiro Hang it All (que eu já tinha) – Desmobilia
Mesa de apoio de madeira – acervo nosso também

Minha ideia é que, quando o quarto ganhar mais características de quarto montessoriano, eu faça aqui outro post para vocês. Sei que este post aqui demorou, mas acho, de coração, que valeu a pena a espera ;)

O primeiro quarto do Joca

21 mar

O Joca é o Joaquim, o primeiro filho do Mauricio e da Renata, amigos queridos aqui de Brasília e que já apareceram aqui no blog, no post sobre o uso de papel contact pra repaginar os móveis da cozinha.

Joaquim tem pouco mais de um mês e já está curtindo demais seus primeiros dias no pós-útero. É um garoto pra lá de saidinho e já deu vários passeios com os pais, antes mesmo de completar seu primeiro mês de vida.

A Reca, mãe do Joca, é arquiteta e, durante a gravidez dela, a gente conversou bastante sobre o quarto dele. Como ela sabe que eu gosto de dar uns “pitacos”, ela trazia algumas ideias e eu acrescentava outras. E assim, devagarinho, o ambiente foi tomando forma.

A ideia era fazer uma decoração atual, fugindo totalmente do conceito “azul/branco/creme” para meninos. E logo na porta, prestes a entrar no quarto, você já vê uns dos detalhes mais lindos feitos pela própria Renata para o filho: um móbile com as letrinhas do nome dele feitas de feltro e linha, penduradas em um galho de madeira que a mamãe e papai do Joaquim cataram nas entrequadras brasilienses.

A cômoda que você vê abaixo é outra peça que dá um ar descontraído e moderninho ao quarto do bebê. Assim como o móbile, seu design também foi criado pela Renata, que escolheu trabalhar com madeira (MDF) recoberta de fórmica fosca na cor verde limão.

A execução ficou a cargo da marcenaria ‘Curto Espaço’ (contatos no final do post), que tem um box na Feira da Torre de TV de Brasília, point bastante conhecido dos moradores e visitantes da cidade para comprar artesanato e móveis.

Só acho legal destacar o seguinte: apesar de terem um preço bom e trabalharem dentro do prazo, a Reca ficou um pouco insatisfeita com o acabamento da peça. Ela veio com algumas imperfeições, como a lâmina de madeira aparente na primeira gaveta maior, desrespeitando o desenho que ela tinha projetado.

O berço do Joaquim foi de outro bebê da turma, o Vicente, que hoje está com quase 3 anos e já dorme na caminha. Como é branco, não tinha erro: mamãe Reca conseguiu escolher à vontade as cores dos outros móveis e do conjunto do berço.

Para o conjunto do berço, ela pesquisou bastante lugares em Brasília que fizessem um trabalho artesanal bonito e que não fosse muito caro. Encontrou o que queria no Atelier NIDMA Baby & Kids, localizada na comercial da 115 Sul. Olha o site deles aqui.

Segundo a Reca, “o legal de lá é que, além de ter um preço bacana em comparação a outras lojas que dei uma olhada, você pode desenhar o seu modelo e escolher os tecidos e todos os outros detalhes de acabamento”. Se você prefere comprar um modelo pronto, a loja vende também.

Como vocês podem ver, o conjunto escolhido é bem colorido, com círculos diversos no fundo branco de um lado e, do outro, estampas lisas e coloridas, formando listras grossas, visíveis para quem olha de fora do berço.

A outra estrela do quarto é, sem dúvida, a poltrona roxa com borda e botões azul turquesa de Fernando Jaeger que veio diretamente de São Paulo. Olha só se, além de linda, não dá vontade de se jogar nela:

Também não posso deixar de destacar a cortina, outra ideia concebida pela Renata, super simples: blackout branco por baixo, e, por cima, pregas com fitas coloridas e um tecido branco, liso. Uma saída simples, barata e que fica bem pra quartos de bebês de qualquer sexo.


Contato marcenaria:

Curto Espaço – Feira da Torre de TV, BOX A 21.
Tel: (61) 9622-1392 (falar com Edna ou João)