Arquivo | Arquitetura RSS feed for this section

Ambientes divididos pelo piso

25 fev

Quando eu tenho conversado com quem quer ou precisa reformar onde mora, eu tenho sugerido bastante o uso de separação de ambientes por pisos. A eliminação de paredes já é uma característica mais do que incorporada no estilo de vida que temos hoje, mas ainda vejo pouca gente que ousa usar a separação sem paredes reforçada pelo uso de pisos diferentes. É claro que não nas revistas… lá sempre há vários exemplos pra inspirar a gente. Mas o universo do que vem ali garanto a vocês que é uma porcentagem pequena perto do que acontece na “vida real”.

Para desmistificar então, juntei um monte de imagens de projetos que achei legais com essa proposta. E aí, quem vai ousar? ;-)

Este projeto abaixo, do arquiteto Thiago Passos, é um dos que eu mais gosto. A proposta dele foi misturar o ladrilho com o taco de madeira na criação de um limite desigual, como se um “entrasse” no outro, sem dar pra saber exatamente onde um começa e o outro termina. Legal demais.

cozinha e sala thiago passos

Abaixo, outras propostas com piso de ladrilho hidráulico e piso de madeira, só que no formato de limite mais tradicional, reto (nas duas primeiras fotos, o projeto é do designer de interiores Marcel Steiner).

cj705decomarcel_116_CasaeJardim

cj705decomarcel_119-2_CasaeJardim

do-quarto-2-ok_Casa e Jardim

casa e jardim 6

Nestes modelos a seguir, a opção foi por pisos de cimento queimado, tecnocimento ou com porcelanato que imita o efeito do cimento queimado que fazem limites também com pisos de madeira (ou similares).

casa e jardim 1

casa e jardim 3

casa e jardim 5

Eu gosto deste recurso porque os espaços ficam descontraídos, bem ventilados e, principalmente, iluminados. Isso porque na maior parte das vezes é possível aproveitar janelas da cozinha e da sala pra iluminar todo um ambiente só. E quando não há janelas dos dois lados e o projeto justamente precisa encontrar uma forma de trazer mais luminosidade, abrir tudo pode ajudar mais ainda.

A divisão por pisos é elegante e pode ser bastante criativa, além de prática, pois permite que em áreas sujeitas a mais sujeira, como cozinhas, áreas de serviço e terraços, sejam revestidas com pisos mais próprios para molhar com mais frequência.

Eu confesso: quando puder, na minha casitcha, não vou pensar duas vezes!

(Fotos: Arquivo/site Casa & Jardim)

Anúncios

Novidades na vida e matéria na revista Minha Casa

16 dez

E eis que novembro passou, dezembro já tá quase acabando, e eu nem vi! Pior: não fiz nenhum post no blog esse tempo todo! E sabe por que? Porque um tantão de coisas aconteceu. Pedi demissão do lugar onde trabalhava (onde fui muito feliz, faço questão de deixar aqui registrado!) e aceitei encarar um período me dedicando às coisas que eu amo: comunicação e design de interiores/arquitetura. Meu escritório agora será em casa ou eventualmente em lugares que me contratarem para trabalhos periódicos. Vou encarar a vida de jornalista freelancer, me dedicar MUITO ao Casa de Filó e, depois de um semestre trancado, provavelmente retomar o curso de design de interiores no Iesb. Tenho um monte de ideias para o blog e espero mesmo concretizá-las. Sou encorajada principalmente pelo público, que sempre responde com muito carinho aos posts e à produção que apresento aqui. Sinto-me entusiasmada. Tão boa essa sensação… Espero que ainda perdure.

Acabei sumindo em novembro porque foi o meu último mês como assessora no Ministério do Planejamento e, assim que saí, emendei em um trabalho na equipe de comunicação do Fórum Mundial de Direitos Humanos. Sempre tem muita coisa bacana acontecendo em Brasília, isso também me encorajou a tomar essa decisão de mudanças. Como o Fórum é um evento enorme e aconteceu de 10 a 13 de dezembro, tive que me entregar integralmente ao trabalho e não sobrou tempo pra postar.

Mesmo assim, divido aqui com vocês mais uma contribuição muito legal que dei à revista Minha Casa, publicada na edição de novembro: fiz a reportagem sobre uma casa de Taguatinga, cidade satélite de Brasília, redecorada pela arquiteta Larissa Cayres, também minha professora no Iesb. O projeto traz ótimas sacadas, que deram o tom da decoração e impactaram – pra melhor, é claro – a vida dos moradores. Tem reportagem em texto (mas acho que só na versão impressa) e, abaixo, o vídeo onde vocês poderão conferir um pouco do antes e depois.

Ambientes separados ou integrados, a hora que quiser

21 out

Um item que tenho visto cada vez com mais frequência em projetos é a porta de correr no lugar de paredes.

As que eu mais tenho visto são feitas com marcenaria planejada, como a do apartamento de um casal de amigos meus de São Paulo. Lá o designer de interiores Marcel Steiner projetou portas que separam a cozinha da sala de jantar e estar.

A delimitação também é feita pelo piso, mas as portas efetivam essa separação. É uma opção legal para quem curte ambientes integrados, mas prefere ter a escolha de não tê-los quando quiser ou precisar.

247_1280x1024_

248_1280x1024_

258_1280x1024_

259_1280x1024_

Em outro projeto de Steiner, o designer de interiores optou por, no lugar de paineis corrediços, trabalhar com cortinas para separar os ambientes. Neste caso, foram separados a sala de um quarto que funciona como escritório.

Além de bonito, é uma opção mais barata do que marcenaria. Repare que, quando totalmente aberta, a cortina vai parar atrás do sofá, onde existe uma parede. Os trilhos ficam disfarçados pelo gesso do teto.

49_1280x1024_

50_1280x1024_

51_1280x1024_

Já neste outro projeto, realizado pelos arquitetos do Sub.Estúdio, o apartamento também de um casal paulistano foi inteiramente reformado e um dos quartos é separado da sala de jantar por uma enorme porta de correr de aço corten.

Pelo que eles contam em seu site, a proposta era que ali fosse um escritório, mas os planos mudaram quando um bebê surgiu no meio do projeto. O local ficou sendo o quarto da criança, adaptado de forma linda e bastante criativa.

7_800

8_800

9_800

5_800

Pesquisando mais informações por aí, achei uma matéria sobre o mesmo assunto na revista Casa & Jardim, com outros exemplos bem bacanas de projetos que optaram por paineis de correr no lugar de paredes. Vale a pena ler, confere lá.

(Fotos Marcel Steiner: (1) Carolina Godefroid e (2) Fernanda Petelinkar)
(Fotos Sub.Estúdio: Tomás Cytrynowicz)

Sobre cabeceiras e como decorar seu quarto

13 set

Desde que saí da casa dos meus pais, nunca mais tive uma cama sem ser modelo box e sem cabeceira. Da primeira vez, pintei a parede de lilás, botei um quadro colorido, e ponto final.

Na segunda casa… ixi, melhor nem falar da segunda casa, rsrs. É porque, apesar de bonitinho o apartamento, o meu quarto era todo improvisado, o imóvel pequeno, e eu estava num perrengue só!

Depois, me mudei pra Brasília… mesmo assim, continuo sem cabeceiras até hoje. Também já rolaram paredes pintadas, quadros, e lá se foram três apartamentos por onde passei na Capital Federal.

Como ainda moro de aluguel, confesso: vou mantendo a cama e fico morrendo de preguiça de tomar a decisão de mandar fazer uma cabeceira, até porque nunca sei qual será a minha próxima parada. Porém, mesmo indecisa, fico inventando coisas, até porque morar de aluguel não é sinônimo de morar com descuido.

Mas eis que estava fuçando em algumas referências que reuni para uma cliente/amiga, pra quem fiz uma consultoria no final de 2012, e achei que algumas fotos valiam um post!

Pelo que ela queria, sugeri a opção de fazer um painel como cabeceira, para encostar quadros e eventualmente trocá-los. O bacana deste modelo é que ele, além de ser útil para apoiar badulaques, livros e quadros, também ocupa pouco espaço. Olha só quanta versatilidade:

mc21-32-capa-quarto01

quarto-27-cc

quarto-4-cc

quartos-casal-fotos-ambientes-charmosos-aecjul-82

Mil cores, mil materiais, tecido, MDF, com ou sem papel de parede, aí é com você!

E agora, finalizando esse post, pensei que ainda vale fazer outro só com dicas para ter um quarto bonito, aconchegante, legal, seja investindo um pouco mais ou numa versão mais econômica.

Enquanto ele não sai, ficam aqui duas dicas que eu acho básicas:

Cores
Respeite a sua personalidade. Se você não gosta de cores fortes, quentes, invista em tons neutros – cinza, bege, gelo, branco – ou frios, como verde e azul, principalmente os mais clarinhos. Mas se você adooora um colorido, se joga, meu bem!!

Funcionalidade e conforto:
O quarto é basicamente onde descansamos, onde curtimos nossos hobbies, onde namoramos, onde nos arrumamos pra sair, ou seja, é o cômodo mais pessoal da casa. Então, além de otimizar o espaço, lembre-se de deixar o projeto ergonômico e confortável para o seu dia-a-dia. Por exemplo: se você lê bastante, procure uma forma de ter espaço para acumular livros perto da cama e lembre-se de que precisará de uma boa luminária. Pense bem se você quer uma cabeceira dura ou mais fofa, feita com tecido e espuma. Cuide de cada detalhe… eu garanto: eles farão diferença!

Fotos: todas do Casa.com.br

Panelas à vista!

21 ago

Eu mor-ro de vontade de ter uma cozinha com panelas penduradas. Não é lindo? Dá um ar de casa do campo ou só de casa mesmo, ainda que você more num apartamento. Assumi essa vontade pra mim mesma hoje depois de me deparar com uma cozinha linda e descolada de um apartamento reformado pelo escritório Sub Estúdio, já falado aqui no blog. Olha só que lindeza:

cozinha_guaimbê_subestudio

cozinha_guaimbê_subestudio1 cozinha_guaimbê_subestudio2

cozinha_guaimbê_subestudio4

É claro que panelas bacanas ajudam a incrementar o visual gerado, mas confesso que também gosto das panelas surradas aparentes, além de charmosas, elas mostram que ali existe cozinheiro ou cozinheira de verdade, hehe.

Como sempre faço, busco referências para vocês, leitores, de dicas que acho bacanas na decoração. Além dessa cozinha que acabo de mostrar acima, separei outras maneiras de dispor as panelas aparentes para vocês se inspirarem. As fotos foram todas tiradas das galerias de foto do site da revista Casa & Jardim, onde achei as referências que mais gostei. Espero que curtam também ;-)

cozinha panelas penduradas casa e jardim

cozinha panelas penduradas casa e jardim1

cozinha panelas penduradas casa e jardim3

cozinha panelas penduradas casa e jardim2

É tempo de renovação

26 jun

broto flor

Leitores lind@s,

Eu sei, o Casa de Filó anda muito quietinho.
Mas são coisas da vida, tudojuntoaomesmotempoagora.

Mas saibam que meus planos para o blog são bons, muito bons. Pelo menos eu acho – e acredito que vocês também vão achar.

Vou trabalhar para viver um novo tempo aqui na nossa “Casa” no segundo semestre deste ano.

Enquanto isso, vou postando por aqui, mas não no ritmo que costumava fazer antes. Faz parte do processo e espero, de coração, que vocês compreendam.

Beijos, com todo o meu carinho,

Carol

Cinco dicas para banheiros pequenos

28 maio

Não é porque você tem um banheiro pequeno na sua casa ou no seu escritório que ele não deve ter estilo, não deve ser bonito ou não deve ter personalidade. Pensando nisso, resolvi indicar aqui algumas dicas que podem fazer toda a diferença em um projeto pra deixar aquele banheiro sem graça em um de arrasar!

1) Bancadas e pias sob medida: A primeira dica – e uma das mais importantes, eu acho – é pensar na ergonomia do seu (pequeno) espaço. Será que onde a pia está originalmente é o melhor lugar? O vaso sanitário também? Se for possível, invista numa reforma que inclua a mudança de disposição dos itens do banheiro pelo espaço, fazendo as alterações hidráulicas e elétricas necessárias também.

Pias de semi-encaixe, como estas das fotos abaixo, costumam ser uma ótima opção para banheiros menores. Isso porque você pode optar por uma bancada mais estreita, com tamanho suficiente para apoiar os itens do dia-a-dia (escova de dentes, de cabelo, pasta, sabonete, etc).

bancada com espelhos diversos

banheiro vermelho casa.com.br

Se você não gosta da ideia da pia de semi-encaixe, pode optar por uma bancada sob medida. E se você está buscando ideias que fujam do branquinho careta ou do granito, aposte nelas!

Você pode mandar fazer uma bancada de concreto revestida de ladrilhos hidráulicos ou inventar uma bancada de madeira, do jeitinho que deseja, sob medida para aquilo que precisa guardar.

banheiro bancada ladrilhos

banheiro bancada sob medida casa.com.br

2) Use e abuse de espelhos compridos, seja para cima ou para os lados. Espelhos – e isso aqui não é novidade pra ninguém – ajudam a ampliar espaços. Logo, em um banheiro pequeno, você irá conseguir um ótimo resultado se valorizar um pé direito alto levando o espelho atéééé lááá em cima ou então, no caso de banheiros estreitos e compridos, mandando fazer um espelho que vá de uma ponta a outra do espaço.

Uma ideia que eu encontrei e achei bem bacana também é a de revestir o armário acima da pia com o espelho. No caso abaixo, ele esconde o armário e ajuda a ampliar o banheiro.

banheiro com armario espelho duplo csa.com.br

3) Use os mesmos revestimentos nas paredes e no piso. Pastilhas, por exemplo, costumam ser um sucesso neste tipo de aplicação. A repetição dos revestimentos nas laterais e no piso, aliados a um bom espelho, aprimoram ainda mais a sensação de amplitude. Note que, no caso abaixo, além de usar deste recurso (que vale tanto para o tipo de revestimento como para a cor, hein?), o projeto também inclui um box de vidro temperado incolor, trazendo leveza ao conjunto.

banheiro pastilhas parede e chão

4) Aposte em nichos de MDF. Eles podem salvar a sua vida principalmente quando você não tem espaço para armários ou se precisa de um lugar para guardar aquela sua coleção de perfumes ou cremes (ou ambos, rs).

Ah! E os nichos não precisam necessariamente ser brancos. Você também pode usá-los para trazer mais cor e brincar com a disposição no ambiente.

banheiro com nichos

5) Use a criatividade em pequenos detalhes para criar um ambiente especial, único e com a sua cara. Afinal, não é porque se trata do banheiro que ele não deve trazer aquele “tchan” que toda visita vai reparar!

Dê o seu toque pessoal. Pode ser uma faixa de azulejos coloridos como o da foto abaixo, que recebeu destaque especial dentro do box. Pode ser um conjunto de quadros daqueles posteres que você adora. Ou então um espelho (ou diversos espelhos) em formatos inusitados. Adesivos também servem? Servem demais! Uma cortina para o box temática, um tapete lindo de morrer. Pense naquilo que você realmente gosta e se joga!

banheiro com detalhe de faixa de azulejos estampados casa.com.br

(Fotos: Casa & Jardim e Casa.com.br)